Portefólio Digital

posts recentes

Avaliação!!!

arquivos

Junho 2009

Abril 2009

Dezembro 2008

Outubro 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Avaliação!!!

 

Avaliação!!!

Pois é não se fala noutra coisa. As escolas estão em transformação e em consternação. O desalento não podia ser maior. O ministério passa a ideia de que todos, ou quase todos, somos bons profissionais, no entanto, insiste numa avaliação que tenta apurar quem é realmente muito bom ou excelente. Sim, o ministério passou a mensagem que esta avaliação serve essencialmente para separar os bons dos muito bons, os bons dos excelentes e os muito bons dos excelentes, dado que os outros casos são residuais. O ministério fala de avaliação mas nunca avaliou o sistema anterior.

O que importa agora perceber é se esta avaliação vai trazer benefícios para os nossos alunos. Quem está nas escolas e vê com imparcialidade verifica que isto não está mau, está muito mau. Os professores estão zangados, cansados, desolados, tristes e só pedem para que os deixem fazer aquilo que melhor sabem, que é ensinar com qualidade e rigor. Os professores devem continuar a fazer aquilo que sempre fizeram e não se devem desviar um milímetro sequer das suas boas práticas. Tudo aquilo que os desvie para a burocracia ou para o tentar agradar é um passo atrás. O professor deve concentrar-se em preparar bem as suas aulas, em elaborar fichas de trabalho e testes de avaliação rigorosos, em criar ou reutilizar conteúdos interactivos, em tirar partido das novas tecnologias, em preparar as reuniões sobre os alunos com muito rigor e seriedade…. e podia enumerar muitas mais tarefas inerentes ao exercício desta profissão.

Os professores não devem ser “empurrados” para os resultados escolares, devem fazer tudo o que está ao seu alcance para que esses resultados sejam os melhores possíveis (sempre foi assim). Claro que estarão condicionados por uma avaliação cega e surda mas mesmo assim devem respeitar sempre os princípios do rigor e da seriedade. A avaliação não deve condicionar nem atrapalhar o exercício da nossa profissão que é ensinar. Duas palavras devem continuar a pautar o exercício da actividade docente: rigor e seriedade.

publicado por ricardo_te às 17:24
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim

pesquisar

 

Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

tags

todas as tags

links

blogs SAPO

subscrever feeds